Pacto Pelotas pela Paz

O pacto

Pacto Pelotas Pela Paz

O Pacto Pelotas Pela Paz é um conjunto de estratégias voltado à redução da criminalidade e da promoção da paz a partir da ações movidas por toda a sociedade. Os projetos de prevenção e de repressão foram elaborados por especialistas nas áreas e construídos depois de amplo debate com vários segmentos da cidade.

Qual é o papel da prefeitura?

No Brasil, a segurança pública é um dever dos governos estaduais. Mas o aumento da criminalidade e da violência aliado à dificuldade financeira dos Estados força os municípios a investirem cada vez mais na área. Em Pelotas, a prefeitura desencadeou uma série de ações para proteger seus cidadãos.

Criou a Secretaria de Segurança Pública, que entre suas iniciativas, montou o Grupo de Ações Rápidas da Guarda Municipal e a Patrulha Rural. A prefeitura tem agora o papel de integrar os diversos segmentos da sociedade envolvidos no Pacto.

Os números

Homicídios

Ao longo dos últimos 14 anos, Pelotas teve um aumento acelerado e constante no número de mortes violentas, que chegou a 488% em 2015.

Crimes Violentos Letais Intencionais em Pelotas

Crimes Violentos Fonte: 4º BPM Pelotas: SIPAC/18ºDPR e SSP/RS

Em 2017, o número de mortes violentas já é o maior da história.

Taxa de homicídios dolosos por 100 mil habitantes

Taxa de homicídios Fonte: Anuário Fórum Brasileiro de Segurança Pública 2016 e SSP/RS (2015).
Fonte População: Censo OBGE e FEE-RS.
*O número absoluto corresponde ao número de ocorrências.

Roubo de Veículo

A taxa de roubo de carros vem se mantendo estável na cidade ao longo dos últimos anos.

Roubo de veículos em Pelotas

Roubo de veículos em Pelotas Elaborado por: Observatório de Segurança Pública de Pelotas (2017)
Fonte: 4º BPM Pelotas: SIPAC/18ºDPR e SSP/RS

Taxa de roubo de veículos* em 2016

Taxa de roubo de veículos em 2016 Fonte: Fórum Brasileiro de Segurança Pública 2015 e SSP/RS (2016).
Fonte frota de veículos: DENATRAM.
*O número estimado por 100 mil veículos

Roubo a pedestre

Roubo de pedestre em Pelotas - Janeiro a Maio -

Roubo de pedestre em Pelotas Elaborado por: Observatório de Segurança Pública de Pelotas (2017)
Fonte: 4º BPM Pelotas e SSP/RS

Taxa de roubo em geral* em 2016

Taxa de roubo em geral em 2016 Fonte: Fórum Brasileiro de Segurança Pública 2015 e SSP/RS (2016).
Fonte frota de veículos: DENATRAM.
*O número estimado por 100 mil veículos

Os envolvidos

Veja a lista das instituições
envolvidas no Pacto:

O plano

Conheça os eixos da nova Política Municipal de Segurança Pública:

O Pacto Pelotas Pela Paz é um conjunto de estratégias voltado à redução da criminalidade e da promoção da paz a partir de ações movidas por toda a sociedade. Os projetos de prevenção e de repressão foram elaborados por especialistas nas áreas e construídos depois de amplo debate com vários segmentos da cidade.

Prevenção Social

Justiça Restaurativa:

Criar uma rede de prevenção à violência
junto ao Judiciário.

Criança Protegida:

Ações de prevenção à gravidez na adolescência, treinamento para paternidade e
a maternidade e o fortalecimento do cuidado na primeira infância.

Escola da Paz:

Capacitar as escolas desenvolver metodologias de prevenção à violência.

Segunda Chance:

Ações em parceria com a FASE e a SUSEPE, para aumentar as
atividades de ressocialização.

Cada Jovem Conta:

A cidade desenvolverá um programa para detecção precoce
de comportamento de risco, a partir dos nove anos.

Justiça e Policiamento

Prêmio Pelotas Pela Paz:

Em 2018 será lançado um prêmio integrado para a BM, PC e GM pela
redução dos índices de violência

Viva Pelotas:

Premia agentes de segurança por apreensões de armas de fogo
ilegais.

Repressão integrada a homicídios:

A Polícia Civil aumenta investigação a homicídios e o
Judiciário reduz o número de júris.

Pedestre Seguro:

Avaliações mensais dos locais com maiores índices de
roubo a pedestres.

Fiscalização Administrativa

Carro Legal:

Estabelecimentos que vendem peças usadas de veículos e
peças usadas de celulares serão alvos prioritários de
fiscalização de forma a reduzir o mercado de receptação de
produtos roubados.

Cidade Tranquila

Criar Código de Convivência Democrática e aplicar uma ação
integrada de fiscalização com as forças policiais, das 22h às 04h,
em locais de venda para reduzir o consumo de álcool nas ruas.

Tecnologia

SisPaz:

Desenvolver um sistema integrado para acompanhamento da
situação de cada jovem em situação de risco, junto ao MP.

Olho Vivo:

Aumentar de 36 para 100 câmeras de monitoramento nas ruas da cidade,
em parceria com os empresários.

Cerca Eletrônica:

Em estacionamentos e postos de gasolina, criar uma rede de leitura das placas de
carro, interligadas ao Sistema da PRF e do Governo do Estado.

Cidadão da Paz:

Construção de grupos de WhatsAppinter ligados com o Centro Integrado de
Monitoramento, com moradores.

Urbanismo

Estudo de Impacto de Segurança:

Novos empreendimentos da cidade deverão elaborar
planos de segurança e realizar medidas de prevenção
no seu entorno.

Espaço Coletivo:

Ações para que a população ocupe espaços públicos à
noite, para aumentar a vigilância natural.